Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Marcelinho da Pira
Marcelo Hermínio Pereira

  • 1 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06)
  • CV - Comando Vermelho
  • Chefe do Tráfico de Drogas
  • Mutuapira - São Gonçalo - RJ
  • Nº. 122.715.287
  • São Gonçalo
  • Procurado

Histórico

Marcelo Hermínio Pereira, o Marcelinho da Pira é ligado a facção Comando Vermelho e atualmente, estaria chefiando o tráfico de drogas em Mutuapira, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Em 2011, com base em investigações da Polícia Federal, que culminaram na Operação Martelo de Ferro foi desencadeada uma operação com Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou ao Juízo da 3ª Vara Criminal de São Gonçalo, na região metropolitana, 22 policiais militares e mais 24 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, entre elas uma advogada.

Também foi decretada a prisão preventiva dos denunciados, além do cumprimento de 51 mandados de busca e apreensão. Dois PMs, uma advogada e dois traficantes foram presos.

De acordo com a denúncia, os PMs lotados no 7º BPM (São Gonçalo) eram acusados de formação de quadrilha armada para praticar os crimes de concussão, extorsão, extorsão mediante sequestro, peculato, homicídio qualificado, entre outros.

Ainda segundo a denúncia, eles se revezavam no recebimento de dinheiro e vantagens dos traficantes para não reprimir o comércio de drogas no Complexo do Salgueiro. Eles também são acusados de libertar integrantes do tráfico presos em flagrante e de devolver cargas de drogas apreendidas. Nos chamados ?arregos?, os PMs cobravam dos traficantes de R$ 500 a R$ 10 mil, dependendo do tipo de extorsão.

Entre os outros acusados está Antonio Ilário Ferreira, vulgo ?Rabicó? ou ?Coroa?, apontado como o chefe do tráfico do Salgueiro e uma das principais lideranças da maior facção criminosa em atuação no Estado. Preso desde março de 2008, inicialmente no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste, Antonio foi flagrado em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça controlando o tráfico local por meio do telefone ou através do repasse de informações feito pela advogada Atualmente, Antonio Ilário está custodiado no Presídio Federal em Mossoró/RN.

Outro denunciado era Marcelo Hermínio Pereira, responsável por comandar o tráfico de drogas na ausência do líder da quadrilha.

Em 2017, para aumentar o faturamento, os traficantes de drogas da região de São Gonçalo, investiram cada vez mais, no roubo de cargas. Segundo investigações da polícia, a grande maioria desse tipo de crime ocorrido esse ano em São Gonçalo foi tramada nas comunidades onde há atuação de grupos ligados à venda de entorpecentes, que além de comercializarem os produtos a preços muito mais baixos que o do mercado para ?agradar? moradores, também abastecem comércios e pontos de camelotagem clandestinos.

Durante as investigações, policiais da 72ªDP (Mutuá) descobriram a relação entre líderes do tráfico de comunidades da cidade, que são gerenciadas pela facção Comando Vermelho (CV): Marcelo Hermínio Pereira, o Marcelinho do Pira, chefe da venda de drogas do Complexo do Mutuapira, e Anderson da Cruz Santos, o Mariola (preso atualmente), um dos gerentes do tráfico do Anaia, buscam apoio e reforços no Salgueiro.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do acusado ainda em liberdade, favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Visite também o Instagram oficial do Portal dos Procurados ? portal.procurados-.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca de São Gonçalo/2ª Vara Criminal Processo Nº 0021210-03.2017.8.19.0004/Prisão Temporária Distribuído em 06/06/2017
Situação: Evadido do Sistema Penitenciário Semiaberto Distribuído em 2017