Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Garnizé
Thiago da Silva

  • 1 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006), IV; Resistência (Art. 329 - CP), § 1º

    2 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) C/C Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006) C/C Tráfico de Drogas e Condutas Afins (Art. 33 - Lei 11.343/06) C/C Dano Qualificado (Art. 163, parágrafo único - CP), inciso III

    3 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) C/C Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006), IV e VI

    4 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Posse Ou Porte Ilegal de Arma de Fogo de Uso Restrito e Outros (Art. 16 - Lei 10.826/03); Resistência (Art. 329 - Cp)

    5 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), inciso V (2 X) C/C Crime Tentado E Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), inciso V N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
  • CV - Comando Vermelho
  • Gerente Geral do Tráfico de Drogas
  • Morro do Caramujo - Niterói - Rj
  • Nº. (I.F.P.) 216.957.175
  • Município não informado - RJ
  • Procurado

Histórico

Thiago da Silva, o Garnisé ou Garni é procurado por ser um dos responsáveis pela morte do soldado da Polícia Militar Fábio Gomes da Silva, de 30 anos, que morreu dia 23/06/2014, após ser baleado durante confronto com traficantes no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio.

Segundo investigações, Thiago faz parte do bando de Igor Cristiano Santos de Freitas, Revolver, preso em 2017, e também atuava na ?contenção? do tráfico na comunidade do Alemão.

O soldado Fábio trabalhava na UPP Fazendinha, uma das quatro Unidades do Alemão. Ele e um grupo de PMs faziam patrulhamento pela comunidade no dia 21/06 à noite quando, segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, se depararam com homens armados que ao avistarem os policiais atiraram contra eles. Baleado no rosto, o soldado chegou a ser encaminhado ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, em estado grave, mas não resistiu e morreu às 6h30 do dia 23/06.

Garnizé, e outro traficante identificado apenas por Cruel, são atualmente os novos líderes do tráfico de drogas do Complexo do Caramujo, em Niterói, por ordem de Luciano Martiniano da Silva, o Pezão.

Garnizé e Cruel, além das atividades relacionadas ao tráfico de drogas, são responsáveis por acompanhar a produtividade das Tias do Caramujo, Monique Menezes, a Loura do Alemão; Jéssica de Souza Martins e Simone de Oliveira.

Em agosto de 2015, o tráfico do Caramujo sofreu um forte "baque", com a prisão de Alcindo Luís Fernandes, o Da Cabrita, acusado de chefiar também os morros da Lagoinha, Caixa D água e do Céu, todos em Niterói.

Após a prisão de Da Cabrita, o Complexo do Caramujo ficou nas mãos de Rodrigo da Silva, o Tineném, que comandou o tráfico de drogas na comunidade até julho de 2016, quando foi preso numa casa no Complexo da Coruja, no bairro Vila Lage, em São Gonçalo.

Foi quando Pezão escolheu Igor Cristiano Santos de Freitas, oTitio Revólver, para ser seu homem de confiança no Caramujo, junto com a mulher dele, Bianca Martins dos Santos, a Titia do Comando Vermelho, que foi nomeada sindica geral do Minha Casa, Minha Vida da comunidade, e foi encontrada morta em setembro de 2018.

Em outubro do ano passado, Pezão descobriu que Titio Revólver estaria, junto com a mulher dele, desviando recursos da taxa de condomínio, além de estar permitindo roubos e assaltos no interior do Caramujo e nas suas redondezas.

Para não ser morto, Revólver teria supostamente facilitado a sua prisão por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Nova Brasília, em conjunto com agentes da 45ªDP (Complexo do Alemão), em Bonsucesso.

Quem não conseguiu escapar do tribunal de Pezão foi a mulher de Revólver. A Titia do Comando Vermelho acabou sendo morta e teve o corpo carbonizado dentro de um carro, em junho, no Anaia, em São Gonçalo.

Pedido de Prisão em relação a morte do Policial Militar
Processo nº: 0204233-63.2014.8.19.0001 Tipo do Movimento: Decisão Descrição: Trata-se de pedido de decretação de prisão temporária de THIAGO DA SILVA, indiciados pela suposta prática do crime de homicídio qualificado, para fins de viabilização e conclusão das investigações policiais, tendo que teve como vítima FÁBIO GOMES DA SILVA. O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro manifestou-se favoravelmente à decretação da prisão. Verifica-se, nos termos das manifestações, que os indiciados foram reconhecidos por meio de fotografias, pelos demais policiais que participavam do patrulhamento em que se deu o confronto, no qual ocorreu o homicídio investigado. Paralelamente, diante das diligências que restam a ser cumpridas para finalização da investigação, conforme indicado pela Autoridade Policial, a prisão cautelar apresenta-se necessária. Assim, por restarem evidenciados o fumus boni iuris e o periculum in mora, bem como, diante da gravidade do delito investigado com risco à ordem pública, com esteio na Lei nº 7.960/1989, artigo 1º, I e III, ´a´, DETERMINO A PRISÃO TEMPORÁRIA DE THIAGO DA SILVA, pelo prazo de 30 (trinta) dias. Expeça-se Mandado. Dê-se ciência ao Ministério Público. Após proceda-se como de praxe.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do acusado, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia RJ - . A recompensa só é paga com informações passadas para o Disque Denuncia ou Whatsapp dos Procurados.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital/31ª Vara Criminal Processo Nº 0148787-75.2014.8.19.0001/Prisão temporária Distribuído em 08/05/2014
Comarca da Capital/31ª Vara Criminal Processo Nº 0148787-75.2014.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 11/06/2014
Comarca da Capital/23ª Vara Criminal Processo Nº 0022010-45.2014.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 05/11/2014
Comarca da Capital/26ª Vara Criminal Processo Nº 0168870-78.2015.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 23/09/2015
Comarca da Capital/38ª Vara Criminal Processo Nº 0393707-19.2015.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 27/04/2018
Comarca da Capital/2ª Vara Criminal Processo Nº 0204233-63.2014.8.19.0001/Prisão Temporária Distribuído em 04/07/2018