Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Deco da CDD
Edvanderson Gonçalves Leite

  • 1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), INC III e VII; Crime Tentado; Resistência (Art. 329 - Cp); Associação Criminosa (Art. 288 - Código Penal); Associação Para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06)
  • CV - Comando Vermelho
  • Chefe do Tráfico de Drogas
  • Cidade de Deus - Jacarepaguá - RJ
  • 15/09/1965
  • Nº. (I.F.P.) 067.981.688
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico

Edvanderson Gonçalves Leite é ligado a facção Comando Vermelho e chefia o tráfico de drogas na Cidade de Deus ? Jacarepaguá, Zona Norte do Rio de Janeiro.


A Cidade de Deus tem sido palco de intensa guerra do tráfico de drogas. Os traficantes estão tentando expandir sua área de atuação para comunidades vizinhas, que ficam do outro lado da Linha Amarela, como as comunidades da Gardênia Azul e Chico City, áreas dominadas por milicianos.


E por causa dessa guerra, os denunciados seriam os principais responsáveis pelos confrontos com policiais militares, no último sábado (19/11/2016), quando houve, na ocasião, a queda de um helicóptero da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), causando a morte de quatro policiais,. Conforme denúncia feita pelo Ministério Publico, junto com DCOD ? Delegacia de Combate as Drogas, os criminosos fazem parte da facção criminosa Comando Vermelho, a qual domina o tráfico de drogas na região da CDD.


Preso em 2002, pela DRAE, por associação e tráfico de entorpecentes e porte ilegal de armas, contra Deco havia um mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais, quando saiu em liberdade no mesmo ano. Preso novamente maio de 2008, e como seu irmão se encontra preso, ele estava a gerência do tráfico de drogas na favela do Karatê, também na Cidade de Deus, em liberdade, Em ele 11/11/2013 passou para regime aberto - Modalidade de cumprimento de pena em regime aberto, onde o apenado deveria trabalhar durante o dia, e recolher-se no período noturno em uma Casa do Albergado, indo para Casa de Albergado Crispim Ventino, de onde saiu e não mais retornou desde 12/11/2013, um dia após receber o beneficio.


Deco foi preso novamente pela Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) em maio 2015, em Campina Grande, na Paraíba, mas foi solto desde 21 de julho de 2016, após ser beneficiado por um habeas corpus concedido pela Justiça. Em liberdade nas ruas, ele foi preso novamente em 11/2016, por força de um mandado de prisão expedido novamente pela Justiça, e após um Portal dos Procurados oferecer uma recompensa de R$ 30 mil por sua captura.


Após cumprir somente um ano de prisão, em 16/12/2017, saiu novamente em liberdade da Penitenciária Gabriel Ferreira de Castilho. Solto por decisão da Justiça Fluminense, o Deco apontado como o chefe do tráfico de drogas na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, já circula novamente pelas vielas da Cidade de Deus, armado e cercados de segurança.


Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de do foragido, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital/2ª Vara Criminal Processo No 0238946-25.2018.8.19.0001/Prisão Recaptura Distribuído em 16/10/2018