Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Darly
Darly Rodrigues da Silva

  • 1 - Latrocínio (Art. 157, § 3º, 2ª parte - CP)
  • Integrante do Tráfico de Drogas
  • Complexo do Lins - Lins de Vasconcelos - Zona Norte - RJ
  • 11/07/1994
  • Nºo Informado
  • Rio de Janeiro ? RJ
  • Capturado

Histórico

Prisão realizada por: UPP BOREL ? CONFRONTO ARMADO ENTRE PM/MARGINAIS - 08/10/2018


ENVOLVIDO NA MORTE DO POLICIAL CIVIL EDUARDO FREIRE PINTO GUEDES FILHO - O PAQUETÁ.

Cerca das 20h 21min, esta CI foi informada que guarnição em Ptr pela Rua do Outeiro, Tijuca, teve a atenção voltada para marginais na prática de roubo do auto Renault Sandero, placa LRT-0456, roubado, onde os marginais efetuaram DAF contra a guarnição, havendo um confronto, onde os marginais ao evadirem-se, colidiram com o veículo, sendo preso no local os marginais:


Darly Rodrigues da Silva é ligado a facção Comando Vermelho e faz parte da facção criminosa que age no Complexo do Lins, em Lins de Vasconcelos, Zona Norte do Rio.


Ele é um dos acusados da morte do policial civil Eduardo Freire Pinto Guedes, conhecido como Paquetá, no Engenho de Dentro, ocorrida em 27 de junho de 2018.


Segundo as investigações da Delegacia de Homicídios (DH-Capital), Darly é apontado como o autor do disparo que matou Eduardo Freire Pinto Guedes quando ele chegava em casa, enquanto Thiago Neves Oliveira (preso) deu fuga de moto para o atirador


Ainda segundo as investigações, o policial civil chegava, por volta das 9h30, em sua residência na Rua Adolfo Bergamini quando foi abordado por Darly que, portando uma arma de fogo e fazendo ameaças, mandou que ele entregasse um cordão de ouro usado por ele.


Antes mesmo de qualquer reação, Darly fez vários disparos contra Eduardo, retirou o cordão e fugiu do local na garupa da motocicleta Honda Twister, cor branca, conduzida supostamente por Thiago Neves. O policial chegou a ser socorrido no Hospital Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.