Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Christian
Christian de Oliveira

  • Capturado


    1 - Coação no curso do processo (Art. 344 - CP)
  • Duque de Caxias
  • 23/10/1981
  • Duque de Caxias
  • Capturado

Histórico

Preso em Imbé , no Rio Grande do Sul

Histórico:

O Portal dos Procurados divulga um cartaz para ajudar a Delegacia de Atendimento à Mulher ? DEAM/Caxias ? com informações que possam levar à prisão de Christian de Oliveira, de 39 anos. Ele é acusado de cometer agressões verbais e ameaças contra a vítima e de praticar o crime de Coação no Curso do Processo (artigo 344 do CP). Ele já é considerado foragido da Justiça.

No dia 25 de dezembro de 2020, Christian esteve na casa da vítima, com uma faca, ameaçando-a. Ela foi alertada por sua filha que o agressor estava subindo às escadas e ao chegar na porta de sua casa o encontrou com uma faca de cozinha na mão. Ele proferiu as seguintes palavras para a vítima: Quero falar com R. Cadê R, Cala a tua boca, Vou te Matar, Tu e Tua Filha. A vítima figura como representante legal de sua filha, em um inquérito em que o Christian é o suposto autor do crime de Estupro de Vulnerável.

Christian chegou a ser preso por força do APF/2020 ? Auto de Prisão em Flagrante, por policiais da DEAM/Caxias, pelo crime de Pornografia Infantil, no dia 23.12.2020, sendo solto após a uma Audiência de Custódia. Depois desse fato, ele nunca mais foi encontrado.

Contra ele consta um mandado de prisão, expedido pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Duque de Caxias, pelo crime de Coação no curso do processo (Art. 344 - CP), e que a decisão, segundo a Justiça, serve para que a prisão preventiva evite que ele atrapalhe o andamento do processo, por meio de ameaças a testemunhas ou destruição de provas, e impossibilite sua fuga.

O Disque Denúncia recebe informações sobre foragidos da Justiça nos seguintes canais de atendimento:

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099
(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177
APP "Disque Denúncia RJ"
Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,
https://twitter.com/PProcurados (mensagens).
O Anonimato é Garantido.

A DEAM/Caxias está encarregada do caso e do inquérito criminal.