Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Canela
Caio Camilo de Assis

  • 1 - Associação Criminosa ? artigo 288 do CP (Redação Pela Lei 12.850 de 2013) com pedido de Prisão Preventiva, valida até 04/07/3036.
  • Milícia
  • Integrante do Tráfico de Drogas
  • Vargem Grande e Pequena - Recreio - RJ
  • 01/01/1996
  • RG: IFP - 30.789.446.-9
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico

PORTAL DOS PROCURADOS PEDE INFORMAÇÕES SOBRE DOIS INTEGRANTES DE UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE AGE EM VARGEM GRANDE.



Portal dos Procurados divulga cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital, DH/Capital com informações que possibilitem a localização e as prisões de Gabriel da Silva Alves, o Biel, de 25 anos e Caio Camilo Assis, o Canela, de 24. Por se encontrarem em local não incerto e não sabido, ele são considerados foragidos, face ao mandado de prisão pendente de cumprimento, perante a Justiça do Rio de Janeiro.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), e em parceria com a Delegacia de Homicídios da Capital e a Corregedoria da Polícia Militar, realizou na ultima quinta-feira (09/07) a operação ?Porto Firme?. O objetivo era cumprir mandados de prisão preventiva contra 16 denunciados de integrarem uma organização criminosa.

As investigações descobriram que a quadrilha traficava drogas e armas, praticava extorsões, homicídios, agiotagem e corrupção ativa, e atuava como uma milícia armada em diversos bairros da Zona Oeste (entre eles, Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena).

Um dos lideres era policial militar Leonardo Magalhães Gomes da Silva, também conhecido como ?Capitão?, que se entregou no dia seguinte apos a Operação "Porto Firme" a Delegacia de Homicídios, e também após ter sido divulgado na imprensa sua participação no grupo. Além dele, cabia a outro policial militar, o cabo Fernando Mendes Alves, conhecido como ?Biro?, segundo na hierarquia do grupo, a liderança do grupo. Biro preso na operação ?Porto Firme?.

A quadrilha também foi investigada por atuar com extrema violência e dividir seus integrantes em núcleos, seguindo uma hierarquia. Entre eles, Ana Lúcia da Silva Alves, de 54 anos, a mãe de Biel, que atuavam juntos. Ela foi presa em casa, na comunidade Pombo sem Asa, em Vargem Grande. Em interceptação telefônica autorizada pela Justiça, os investigadores descobriram que Ana Lúcia teria ordenado a morte de policiais civis que estavam investigando a quadrilha.

Agora agentes da Policia Civil do Rio, através da Delegacia de Homicídio da Capital, sob a coordenação do Delegado Titular da DH, Drº Daniel Rosas, estão à procura de Gabriel da Silva Alves, o Biel, terceiro na hierarquia da organização criminosa e de Caio Camilo Assis, o Canela, responsável por toda a parte de recolhimento do dinheiro das extorsões e também um dos responsáveis pelo braço armado da quadrilha.

E diante dos fatos e em decisão exarada pela Justiça, foi expedido mandado de prisão contra os acusados Gabriel e Caio Camilo, pelo Cartório da 1ª Vara Especializada, com numero do mandado restrito ao CNJ ? Conselho Nacional de Justiça, pelo crime de Associação Criminosa ? artigo 288 do CP (Redação Pela Lei 12.850 de 2013) com pedido de Prisão Preventiva, valida até 04/07/3036.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de dois foragidos da Justiça, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados, e em todos os casos O Anonimato é garantido.

Todas as informações sigilosas sobre o casos serão encaminhadas para a DH/Capital, que está encarregada do caso e do inquérito crim

Mandados

Origem Processo expedição
1ª Vara Criminal Especializada da Capital, Restrito ao CNJ Data da Expedição: 06/07/2020