Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Leonardo
Leonardo dos Santos Carvalho

  • 1 - Furto Qualificado (Art. 155, § 4o. - CP), inciso III e IV E Promoção, Constituição, Financiamento Ou Integração de Organização Criminosa (Art. 2º, Lei 12850/13), caput e §3°
  • Assaltante
  • Rio de Janeiro e Niterói
  • 16/05/1991
  • Nº (I.F.P.) 139.090.1237.01 - CPF
  • Rio de Janeiro
  • Procurado

Histórico

Leonardo dos Santos Carvalho é ligado uma quadrilha acusada de furtar 200 carros no Rio, em Niterói e em São Gonçalo, num período de apenas um ano.

Em agosto de 20108, policiais da 77ª DP (Icaraí) e do 2º DPA prenderam, na segunda-feira (20/08), Leônidas da Silveira Alves da Silva, conhecido como ?Bebezão?; Rafael Fonseca Pacheco, o ?Rafa?; Leandro Alves da Silveira; Maxwell Soares Rodrigues e Carlos Henrique Pacheco de Araújo, acusados do crime de porte de arma com numeração raspada e receptação qualificada.

O fato de deu no interior da empresa GSA Comércio de Peças Automotivas Novas e Usadas, localizada na Avenida José Mendonça de Campos, Mutondo, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, quando os policiais foram checar uma informação produzida pelo Setor de Inteligência da Unidade Distrital.

No local, um ferro velho, os agentes abordaram os envolvidos e, após realização de buscas, lograram encontrar uma pistola Taurus, calibre 40, municiada e com numeração raspada bem como o chassi e placas de um veículo cortado que constava como furtado, sendo o registro realizado na 72ª DP (São Gonçalo), no momento da ação dos policiais.

Em liberdade novamente, agora a Polícia Civil tenta capturar, desde o último 3 de janeiro de 2020, um mecânico, um chaveiro, um dono de uma loja de revenda de peças usadas e um outro homem, suspeitos de integrar uma quadrilha acusada de furtar 200 carros no Rio, em Niterói e em São Gonçalo, num período de apenas um ano.

Eles e outras cinco pessoas que já estão atrás das grades, por conta de outros crimes, tiveram as prisões preventivas decretadas pelo Tribunal de Justiça. Imagens de câmeras de segurança, que estão em poder da polícia, revelam que o bando utiliza um módulo eletrônico clonado para executar os furtos.

O dispositivo, que tem uma espécie de chip, era ligado por um fio ao sistema de ignição eletrônica, dando partida ao veículo. Cada furto durava, em média, pouco mais de um minuto e meio. De acordo com denúncia feita pela promotora Janaína Marques Corrêa Melo, que responde pela 8ª Promotoria de Investigação Penal, o bando chefiado pelo comerciante de peças usadas Leônidas da Silveira Alves da Silva, o Bebezão, furtava preferencialmente os carros Renault Sandero e Renault Logan, para qual o módulo clonado teria sido habilitado pelo chaveiro Leonardo dos Santos Carvalho.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos envolvidos na morte do SGT Max, denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital 23ª Vara Criminal Cartório da 23ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0049110-96.2019.8.19.0001.01.0009-15/Espécie de prisão: Preventiva/Situação: Pendente de Cumprimento Data de expedição: 18/12/2019