Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Jonas é Nós
Jonas Gonçalves da Silva

  • 1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), I E IV; Homicídio Agravado Pela Prática de Extermínio de Seres Humanos (Art. 121, §6º, Cp); Concurso de Pessoas (Arts. 29 a 31 - Cp)
  • Milícia
  • Integrante da Milícia
  • Duque de Caxias - RJ
  • 19/10/1956
  • Nº (I.F.P.) 0555.451-98
  • Duque de Caxias - RJ
  • Procurado

Histórico

Jonas Gonçalves da Silva, conhecido pelo apelido de Jonas è Nós, seria integrante de uma milícia que age em Duque de Caxias.

Em 2016, a polícia do Rio de Janeiro, prendeu novamente o homem apontado como o chefe de uma das milícias mais violentas do estado. Ele já estava preso, mas conseguiu sair da cadeia depois de ser beneficiado por uma decisão da Justiça. Policiais deram voz de prisão a Jonas Gonçalves da Silva, o "Jonas é Nós", dentro do hospital em Tanguá, na Região Metropolitana do Rio. Jonas é policial militar reformado e chegou a ser vereador em Duque de Caixas, na Baixada Fluminense.

Na época, a quadrilha de Jonas atuava com traficantes pra compra e venda de armas, entre outros crimes. O esquema chegava a render R$400 mil reais por mês.

No dia 27 de setembro de 2016, foi concedido um habeas corpus para ?Jonas é Nós?. No documento, mandava a autoridade competente pôr imediatamente em liberdade o acusado e afirma que a revogação ou substituição da prisão preventiva tem a finalidade de evitar sua morte no cárcere
.
No dia seguinte, o desembargador Sydnei Rosa da Silva anulou a decisão, mas Jonas já tinha saído da cadeia.

Contra Jonas consta um mandado de prisão, pelo crime de Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), I E IV; Homicídio Agravado Pela Prática de Extermínio de Seres Humanos (Art. 121, §6º, Cp); Concurso de Pessoas (Arts. 29 a 31 - Cp)

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos envolvidos na morte do SGT Max, denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital 4ª Vara Criminal Cartório da 4ª Vara Crimina Nº do Mandado de Prisão: 0085778-50.2012.8.19.0021.01.0001-20/Espécie de prisão: Preventiva Data de expedição: 17/06/2019