Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

2D
Carlos Eduardo Caldas Santos

  • EVADIDO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO

    1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), i, iv vii; Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Concurso de Pessoas (Arts. 29 a 31 - Cp) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
  • CV - Comando Vermelho
  • Integrante do Tráfico de Drogas/Assaltante
  • Morro da Providência e da Conceição - Centro/RJ
  • 29/05/1994
  • Nº (I.F.P.) 273.312.900
  • Rio de Janeiro
  • Foragido do Sistema Penitenci?rio

Histórico

ENVOLVIDO NAS MORTES DO SD/PM MARÇAL TELES DE BRITO E DE ANDERSON DA SILVA GOMES, QUE ERA CABO FUZILEIRO NAVAL DA MARINHA.




O Portal dos Procurados divulga cartaz para ajudar ao Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pelo Núcleo de Investigação e Vitimização de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital ? DH/Capital e pelo Grupo de Pronta Resposta da Subsecretária de Inteligência da PM/SEPMERJ (GPRI), com informações que possam levar as prisões de Evanilson Marques da Silva, o Dão da Providência, de 50 anos; Carlos Eduardo Caldas Santos, o 2D, de 25; David Edson Fernandes Lins, o 2D da Providência ou Duas Bocas, de 32, e Diego da Silva Rodrigues, o DG, de 25. Eles são envolvidos nas mortes do SD/PM Marçal Teles de Brito, 37 anos, que foi assassinado após ser reconhecido como policial, e de Anderson da Silva Gomes, que era cabo Fuzileiro Naval da Marinha.

2D ainda se encontra na condição de Evadido do Sistema Penitenciário, desde 19/08/2017, quando saiu em evasão do Presídio Coronel PM Francisco Spargolli Rocha.

É oferecida uma recompensa de 5 Mil reais, que será dividida em partes iguais pela prisão dos envolvidos no crime. (R$ 1.250,00 cada)

No dia 6 de outubro de 2018, por volta das 22h, na localidade conhecida como Pedra do Sal, próximo da Rua Sacadura Cabral, no bairro da Saúde, Rio de Janeiro, Carlos Eduardo Caldas Santos, 2D, Hercules Paulo dos Santos Chrisotomo, o 19 (preso) e Rafael Antonio Barbosa, o Parazão (preso), com os demais Evanilson, o Dão da Providência, Deivison Araujo dos Santos, o Pé de Vaca (preso), David Edson, o Duas Bocas e Diego da Silva, o DG, efetuaram disparos de arma de fogo contra as vítimas causando-lhe as lesões que, por sua natureza e sede, foram a causa eficiente de suas mortes.

Dão da Providência, Pé de Vaca, Duas Bocas e DG, concorreram eficazmente para o crime de homicídio dos Agentes de Segurança, na medida em que, na condição de chefes do tráfico de drogas da Comunidade da Conceição e da Providência, determinaram as condutas dos executores 2D, 19 e Parazão, ordenando matar as vítimas, além de prestarem o auxílio necessário pra a consumação dos delitos.

Ainda segundo processo, o crime foi perpetrado por motivo torpe, uma vez que serviu para cumprir a Lei do Tráfico, objetivando demonstrar o poder da facção criminosa Comando Vermelho - CV, que domina as Comunidades da Conceição e da Providência, ambas na região do Centro, O crime foi cometido mediante recurso que tornou difícil a defesa dos agentes, considerando que as vítimas estavam a caminho dos bares da localidade conhecida como Pedra do Sal, quando foram surpreendidas pelos traficantes, sendo alvejados fatalmente em razão de terem sido reconhecidos pelos criminosos.

Após investigações da Delegacia de Homicídios da Capital, e em decisão exarada pela Justiça, a pedido da Autoridade Policial da DH, Delegado Marcelo Carregosa, foi expedido mandado de prisão para os envolvidos, pela 3ª Vara Criminal da Capital, Nº do Mandado de Prisão: 0279968-29.2019.8.19.0001.01.0002-03, pelo crime de Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), i, iv vii; Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Concurso de Pessoas (Arts. 29 a 31 - Cp) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), com pedido de Prisão Preventiva.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos nas mortes dos dois Agentes de Segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; ou pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, ou pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pela DH e PMERJ, encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de Agentes de Segurança Pública no Rio.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital 3ª Vara Criminal Cartório da 3ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0279968-29.2019.8.19.0001.01.0002-03/Espécie de prisão: Preventiva Data de expedição: 22/11/2019