Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Galego do Borel
Alexandre Barreto Ferreira

  • 1 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) C/C Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006), INC IV; Corrupção de Menores - Eca (Lei 8.069/90 - Art. 244 B) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
    2 - Resistência (Art. 329 - CP); Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03); Associação Para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06); Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 - Lei 11.343/2006)
    3 - Resistência (Art. 329 - CP); Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03); Corrupção de Menores - Eca (Lei 8.069/90 - Art. 244 B) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
    4 - Crimes de Tortura (Art. 1º - Lei 9.455/97)
    5 - Resistência (Art. 329 - CP), § 1º E Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
    6 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP)
    7 - Resistência (Art. 329 - CP), §1º C/C Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
    8 - Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03); Resistência (Art. 329 - CP), § 1º
    9 - Resistência (Art. 329 - CP), PAR. Iº E Disparo de Arma de Fogo (Art. 15 - Lei 10.826/03) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
  • CV - Comando Vermelho
  • Gerente do Tráfico de Drogas
  • Morro do Borel - Tijuca - RJ
  • 20/10/1975
  • Nº (I.F.P.) 099.458.838
  • Rio de Janeiro
  • Procurado

Histórico

Alexandre Barreto Ferreira, o Galego é ligado facção Comando Vermelho e faz parte do tráfico de drogas do Morro do Borel, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

Dinheiro com forte cheiro de maconha, que seria depositado no banco, foi o pontapé das investigações por policias da 19ª DP (Tijuca) culminaram com desarticulação de um esquema milionário de lavagem de dinheiro de traficantes do Morro do Borel, Denominada de operação "Shark Attack" (ataque de tubarão) para desbaratar a quadrilha, cinco pessoas foram presas, embora o objetivo da operação fosse cumprir oito mandados de prisão e seis de busca e apreensão.

Os dois principais procurados da operação no Rio, Jorge Lucindo da Silva, o Tubarão (preso atualmente) - que deu o nome à operação - e Alexandre Barreto Ferreira, o Galego, não foram encontrados na epoca. Além do Rio, também foram cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e Curitiba, no Paraná.
Foram detidos em Curitiba: Aparecido Alves de Oliveira, Jeferson Batista Silva de Lima e Silmara Silva Barbosa. Já em Ribeirão Preto, o casal Cleber Bergamasco Luciano e Patrícia Regina Grechi foi preso. Todos suspeitos de serem laranjas do tráfico. Embora não fosse alvo da operação, Cleber tinha mandado de prisão em aberto e teria feito uma conta bancária com os dados de uma pessoa com deficiência para movimentar dinheiro do tráfico do Borel.

Drogas e dinheiro também foram apreendidos pelos policiais. Em um apartamento da Tijuca, os policiais encontraram R$ 7 mil em espécie, tabletes de maconha e grande quantidade de drogas sintéticas. Ninguém foi preso.

As investigações começaram em janeiro deste ano após tentativa de depósito de quase R$ 100 mil em notas de R$ 2, R$ 5 e R$ 10 em um caixa eletrônico. O cheiro de maconha nas notas chamou a atenção de pessoas que estavam no banco, que chamaram a Polícia Militar.

Na ocasião, Jorge Lucindo da Silva, o Tubarão, e um outro homem chamado João Victor - que tentavam fazer o depósito, chegaram a ser levados à delegacia, prestaram depoimento e foram liberados.
A partir daí, os policiais começaram uma apuração para rastrear o caminho percorrido pelo dinheiro. No rastreamento, a polícia descobriu um esquema milionário de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas por empresas fantasmas em outros estados. Além de traficantes, os laranjas do esquema estão entre os alvos da operação.

Entre as empresas envolvidas, somente a Hexxa Shows recebeu 38 depósitos em espécie com valores entre R$ 50 mil e R$ 85 mil entre 1º de outubro de 2018 e 19 de março de 2019. Ao todo, apenas essa firma recebeu R$ 2.208.805. Dinheiro que, segundo investigadores, é do tráfico de drogas.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos abriram três empresas fantasmas que estavam sendo usadas para lavar o dinheiro do tráfico, principalmente do Morro do Borel, na Tijuca. Os policiais já sabem que as empresas lavavam dinheiro, também, de outros estados como Bahia, Rio Grande do Norte, São Paulo e Minas Gerais.

A dupla já é velha conhecida da polícia. No final do ano passado, Galego chegou a ser preso por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Borel enquanto participava de culto na comunidade. Entretanto, o bandido foi resgatado por criminosos momentos depois. No dia, houve um confronto entre PMs e traficantes e Galego teria ficado ferido.

Em 2010, policiais civis da própria 19ª DP já haviam prendido Tubarão, que tentava escapar de moto de uma abordagem policial. Contra o bandido, que foi capturado durante a Operação Gavião, havia um mandado de prisão preventiva por associação ao tráfico de drogas. Naquele ano, Tubarão foi apontado como um dos motoristas do traficante conhecido como Biscoito do Complexo do Alemão, além de integrar o tráfico do Borel.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de foragidos da Justiça, favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. Acesse www.procurados.org.br

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital 32ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0089749-93.2018.8.19.0001.01.0003-04/Prisão Preventiva Data de expedição: 04/05/2018
Comarca da Capital 5ª Vara Crimina Nº do Mandado de Prisão: 0012523-46.2017.8.19.0001.01.0001-27/Prisão Preventiva Data de expedição: 25/01/2017
VEP - Vara de Execuções Penais 0376714-47.2005.8.19.0001/Condenação Data de expedição: 25/09/2017
Comarca da Capital 36ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0283516-96.2018.8.19.0001.01.0003-18/Prisão Preventiva Data de expedição: 14/12/2018
Comarca da Capital 20 Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0306897-07.2016.8.19.0001.01.0004-21/Prisão Preventiva Data de expedição: 24/10/2016
Comarca da Capital 36ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0261966-50.2015.8.19.0001.01.0001-19/Prisão Preventiva Data de expedição: 21/07/2015
Comarca da Capital 20 Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0036636-98.2016.8.19.0001.01.0001-12/Prisão Preventiva Data de expedição: 19/02/2016
Comarca da Capital 36ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0329464-32.2016.8.19.0001.01.0001-21/Prisão Preventiva Data de expedição: 20/10/2016
Comarca da Capital 4ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0145784-44.2016.8.19.0001.01.0002-12/Prisão Preventiva Data de expedição: 11/05/2016
Comarca da Capital 39ª Vara Criminal Nº do Mandado de Prisão: 0107736-16.2016.8.19.0001.01.0001-08/Prisão Preventiva Data de expedição: 05/04/2016