Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Léo Milícia
Leonardo Pereira de Oliveira

  • CAPTURADO

    1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), incisos I e II, c/c §6º, do CP
  • Milícia
  • Integrante da Milícia
  • Gardênia Azul - Taquara - Jacarepaguá - RJ
  • 08/08/1979
  • Nº (I.F.P.) 012.789.4178
  • Rio de Janeiro
  • Capturado

Histórico

SEPOL/DGPE/DRACO/SSINTE/2ª DPJM

DRACO PRENDE ENVOLVIDOS EM MILÍCIA NO ANIL COM UM CONJUNTO DE INFORMAÇÕES REPASSADAS PELO DISQUE DENUNCIA.

A DRACO capitaneou ação de inteligência, na noite do dia 07/10/19, que contou com apoio de policiais da SSINTE e da 2ª DPJM, e tinham por objetivo capturar elementos integrantes da organização criminosa no formato de milícia atuante na região do ANIL e GARDÊNIA AZUL.

A ação visava checar informações que davam conta da realização de uma reunião do grupo miliciano na região do ARATICUM, no Anil. No local, após cerco da região, foram capturados o policial militar da ativa JORGE ROGÉRIO ROGACIANO DA SILVA, lotado no 23º BPM, o policial militar aposentado JOSE NILSON ROGACIANO PEREIRA, vulgo ?NILSON PARAÍBA?, os nacionais LUCIANO SILVA DOS SANTOS, GILBERTO GOMES DOS ANJOS e o foragido da justiça LEONARDO PEREIRA DE OLIVEIRA, vulgo ?LEO MILÍCIA?, um dos procurados do Disque Denuncia.

Histórico:


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) denunciou, no último dia 4 de junho, quatro milicianos, pela prática de homicídio, cometido em atividade típica de grupo de extermínio e ainda determinado por motivação torpe, pois os denunciados mataram a vítima apenas para reafirmar o poder paralelo e o controle violento exercido na Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio. Os quatro estão foragidos.

A denúncia apresentada pelo GAECO/MPRJ aponta que, no dia 12 de outubro de 2018, por volta das 18h40, na Avenida Isabel Domingues, na Gardênia Azul, os denunciados José Inácio de Almeida Vieira (vulgo ?Pará?), Leonardo Pereira de Oliveira (?Léo Milícia? ou ?Léo Pança?) e Marcelo Mattos da Silva (?Pirrinho?), em comunhão com Almir Rogério Gomes da Silva, um dos líderes da milícia que atua na região, efetuaram disparos de arma de fogo que causaram a morte de Eliezio Victor dos Santos Lima.
A vítima teria tido um desentendimento público com sua companheira, o que não foi bem visto pelos milicianos. O GAECO/MPRJ pediu a condenação dos quatro denunciados, incursos nas penas do art. 121, §2º, I e IV c/c §6º do Código Penal, com pena de reclusão de doze a trinta anos.

Após a representação pela Autoridade Policial da DH/Capital, que conduziu as investigações, bem como o parecer favorável do Ministério Público, foi decretada dos acusados, que já são considerados foragidos da Justiça, pelo Juízo da 4ª Vara Criminal da Capital, mandado de prisão sob nº: 0134007-57.2019.8.19.0001, pelo Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), incisos I e II, c/c §6º, do CP, com pedido de prisão preventiva.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos acusados, favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.