Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Jaquinha
Ronald Elias Pereira Valente

  • Capturado

    1 - Organização Criminosa (Lei 12.850/2013), art. 2º, §2º, §4º, I , II e IV; art. 1º, I, a, da Lei 9455/97.
    2 - Milícia
  • Milícia
  • Chefe da Milicia
  • Bela Vista - Nova Iguaçu - RJ
  • 18/12/1993
  • Nº. (I.F.P.) nº - 256.507.955
  • Belford Roxo - RJ
  • Capturado

Histórico

DHBF PRENDE CHEFE DA MILICIA EM BELFORD ROXO ? 03/10/2019
Agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizaram, nesta quinta (3), no bairro Nova Eldorado, em Belford Roxo, o cumprimento de mandado de prisão preventiva de Ronald Elias Pereira Valente, o Jaquinha, apontado como líder da milícia do bairro Nova Aurora, Belford Roxo.

De acordo com as investigações, a milícia do bairro é uma das mais perigosas da Baixada, e conhecida por extorsões e homicídios. O homem possuía oito mandados de prisão, além de diversas anotações criminais pelos crimes de homicídio, organização criminosa e roubo qualificado. No momento da prisão, Ronald, segundo a DHBF, portava uma arma de fogo com kit rajada.






Histórico:

Ronald Elias Pereira Valente é ligado e chefia um grupo paramilitar que age na Bela Vista, em Nova Iguaçu.

Cinco pessoas foram presas em São Francisco, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense em abril de 2019. Eles são acusados de desempenharem atividades típicas de milícia, além de praticar roubos de veículos, roubo de cargas, adulteração de veículos, receptação e homicídios. A prisão foi realizada por policiais da 58ª Delegacia de Polícia (Posse), com apoio de Delegacias do Departamento Geral de Polícia da Baixada ? DGPB. Os agentes investigavam sequestro, tortura e morte de dois adolescentes praticados pelo grupo.

De acordo com os agentes, o grupo paramilitar desarticulado no dia de hoje é aliado ao grupo comandado pelo miliciano Ronald Elias Pereira Valente,

Quem tiver qualquer informação a respeito do foragido, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia - . O Anonimato é garantido.