Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Zinho
Luis Antonio da Silva Braga

  • 1 - Porte Ilegal de Arma de Fogo de Uso Permitido (Art. 14 - Lei 10.826/03) E Posse Ou Porte Ilegal de Arma de Fogo de Uso Restrito e Outros (Art. 16 - Lei 10.826/03); Associação Criminosa (Art. 288 - Código Penal)
    2 - Organização Criminosa (Lei 12.850/2013), caput e § 4º,II da lei
    3 - Associação Criminosa - Art.288 do Cod Penal (Redação Dada Pela Lei 12.850 de 2013)
  • Milícia Liga Justiça
  • Integrante da Milicia
  • Rio de Janeiro ? Zona Oeste - RJ
  • 30/08/1979
  • RG IFP - nº 124.119.082
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico

Alvo constantes operações da Polícia Civil do Rio de Janeiro miliciano Luis Antônio da Silva Braga, irmão de Wellington da Silva Braga, o Ecko, atual líder da Liga da Justiça, milícia que atua na Zona Oeste da capital fluminense, é procurado pela Justiça.

Em recente operação, na casa de Zinho, no Recreio, os policiais apreenderam cerca R$ 125 mil em espécie de grande quantidade de joias e relógios, que ainda serão avaliados. Zinho não estava na residência e é considerado foragido. A casa onde ele vivia, avaliada em R$ 1,5 milhão, é um dos bens sequestrados.

Segundo Patrícia Alemany, chefe do recém-criado Departamento Geral de Investigação à Corrupção, ao Crime Organizado e a Lavagem de Dinheiro, os bens sequestrados tinham valor incompatível com a renda dos suspeitos de fazer parte da quadrilha.

Além da casa de Zinho, foram sequestrados um sítio em Seropédica, na Baixada Fluminense, que pertence a Danilo Dias Lima, suspeito de comandar a milícia que atua no município; a casa de um policial em Campo Grande, avaliada em R$ 1 milhão, e um outro imóvel de Danilo, localizado no Centro de Itaguaí, avaliado em R$ 850 mil.

A milícia supostamente chefiada por Ecko também investe na exploração de saibro. Luís Antônio seria responsável pelo negócio.

Ecko assumiu o grupo após a morte de outro irmão, Carlos da Silva Braga, o Carlinhos Três Pontes. De acordo com promotores do Ministério Público, Luiz Antonio é o sócio da Macla Extração e Comércio de Saibro. Luiz Antonio foi preso pela Draco em 2015 acompanhado por dois seguranças ? um deles policial militar. O empresário acabou liberado no Plantão Judiciário.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos dos agentes de segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular .

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital/1ª Vara Criminal Processo No 0013451-27.2018.8.19.0206 Primeira instância - Distribuído em 30/05/2018
Comarca da Capital/2ª Vara Criminal Processo No 0021666-89.2018.8.19.0206 Distribuído em 24/08/2018
Comarca da Capital/2ª Vara Criminal Processo No 0029858-16.2015.8.19.0206/Prisão Preventiva Distribuído em 28/10/2015