Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Dibigão do Morro do Cruz
Lucas Borges Moreira da Silva

  • 1 - Homicídio Simples - artigo 121 do Caput do CP -
  • Integrante do Tráfico de Drogas
  • Morro do Cruz - Andaraí - RJ
  • 19/06/2000
  • RG nº. (I.F.P.) 223815.739
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico

PORTAL DOS PROCURADOS PEDE INFORMAÇÕES SOBRE OS ENVOLVIDOS NO ASSASSINATO DE PROFESSOR DE ARTES MARCIAIS.



O Portal dos Procurados divulga nesta quinta-feira, dia 04/04, cartaz com recompensa de R$ 1 mil reais, para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital ? DH ? com informações que levem as prisões de Anderson de Oliveira Colares, o Andril, de 40 anos, Lucas Borges Moreira da Silva, o Dibigão, de 18 e Francisco Hélio Nascimento, o Revoltado, de 27. Eles os principais suspeitos de participação no assassinato de professor de artes marciais Rodrigo Tawil Fernandes, de 43 anos.

Filho do jogador de futebol Moacir Fernandes, o Cafuringa, e conhecido pelo apelido de Rodrigo Cafú, ele foi assassinado quando voltava para casa, na sua moto, na Rua Agenor Moreira, entre as ruas Paula Brito e Leopoldo, por volta das 22h. no dia 08/03, no Andaraí, Zona Norte do Rio. Ele morto com mais de 15 tiros desferidos pelos criminosos, que ainda voltaram para verificar se ele havia morrido.

Após investigações coordenadas pelo Delegado Titular da DH - Drº Daniel Rosas foi descoberto que o mandante do crime foi o traficante Anderson Colares, Andril, chefe do tráfico de drogas do Morro da Cruz, no Andaraí, e executores foram os traficantes Dibigão e Revoltado.

Ainda segundo investigações da DH, o motivo principal da morte do professor seria a decisão de Andril, de querer tomar para o tráfico, os apartamentos que Rodrigo Cafú, estava construindo na comunidade, e por isso revolver matar a vítima.

Após decisão concedida pela Justiça, a pedido da Autoridade Policial da DH, Delegado Daniel Rosas, foi expedido mandado de prisão, pela 3ª Vara Criminal da Capital, sob o nº 0057289-19.2019.8.19.0001.01.0002-17, pelo crime de Homicídio Simples (artigo 121 caput do CP), com pedido de Prisão Temporária de trinta dias.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos assassinos do agente de segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia ? . O Anonimato é garantido.

Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas Delegacia de Homicídios da Capital.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital/3ª Vara Criminal Processo No 0057289-19.2019.8.19.0001.01.0002-17/Prisão Temporária Distribuído em 19/03/2019