Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Carão do Adeus
Fábio Brum Camargo

  • 1 - Tráfico de Drogas e Condutas Afins (Art. 33 - Lei 11.343/06)
  • CV - Comando Vermelho
  • Chefe do Tráfico de Drogas
  • Morro da Baiana e no Morro do Adeus
  • 04/06/1983
  • Nº (I.F.P.) 270.673.585
  • Rio de Janeiro - RJ
  • Procurado

Histórico

Fabio Brum Camargo é ligado a facção Comando Vermelho e faz parte do tráfico de drogas que age no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio.

Em junho de 2007, Fábio Brum confessou ser o autor do tiro que matou o policial civil Eduardo Henrique da Cunha Mattos, atirador de elite da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), foi localizado, através de uma denúncia anônima, e preso por policiais da Core, no sábado (10/11/2007), quando estava internado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. O policial foi atingido por um tiro na cabeça, em (09/11), em Operação no Morro do Adeus, em Ramos.

Fábio confessou ter efetuado com um fuzil AK47 o disparo que atingiu Eduardo, quando o policial estava no helicóptero Águia 1. O assassino estava internado no hospital porque caiu de uma laje de uma casa, no Morro do Adeus, quando fugia da Polícia.

Os policiais descobriram também que o criminoso estava em liberdade condicional nesta epoca, e que já possuía antecedentes pelos crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo.

Em liberdade em 2016, Extrai-se dos autos que se trata do inquérito policial nº 021-12193/2016 deflagrado pela Autoridade Policial da 21ª DP, no processo de mandado de prisão sob o nº - 0077849-16.2018.8.19.0001/Prisão Preventiva com o fim de apurar a atuação de vários criminosos na região do Complexo do Alemão, em especial no Morro da Baiana e no Morro do Adeus, ambos localizados no bairro de Bonsucesso. Segundo apurado, a violência e ousadia são a marca dos integrantes da organização criminosa, que é composta por cerca de 50 (cinquenta) pessoas armadas.

O denunciado FÁBIO BRUM CARMAGO, em tese, o líder da organização criminosa local, a quem os demais integrantes se reportam, seguindo suas orientações referentes à compra e venda de drogas, incluindo valores, forma de venda e acondicionamento, local, arregimentação de mão-de-obra e definição de funções na empresa criminosa, conquista de território então explorado pela quadrilha rival, aquisição de armamento e munições, definição de punições para os desafetos ou qualquer pessoa que descumpra suas ordens ou possa, de qualquer forma, ser um obstáculo para a realização do tráfico de drogas, determinação de resistência à ação policial, inclusive homicídios, determinação de roubos e distribuição de lucros.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do criminoso, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia - . O Anonimato é garantido.

Mandados

Origem Processo expedição
Comarca da Capital/17ª Vara Criminal Processo No 0077849-16.2018.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 13/03/2019
Comarca da Capital/17ª Vara Criminal Processo No 0077849-16.2018.8.19.0001/Prisão Preventiva Distribuído em 07/06/2018