Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

AJUDE A POLÍCIA DO RIO. DENUNCIE

O Portal dos Procurados divulga nesta segunda-feira, dia 03/06, cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital ? DH/Capital, com informações que possam levar as prisões de: Pedro Paulo Silva de Oliveira, vulgo Neném, de 33 anos; Felipe Raphael de Azevedo Martins, o Chel, 34, responsável pela contenção; Fabio Luiz de Oliveira, o Binho, de 39; Luciano José da Silva, o Jacaré, de 39, encarregado de realizar cobranças, e Sandro Alves Martins, o Sandro Negão, de 42, responsável pela clonagem de veículos. Eles são acusados de fazerem parte da milícia comanda por Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, que está preso. A organização criminosa é acusada de aterrorizar moradores e comerciantes das regiões de Curicica, Colônia, Terreirão, Mapuá, Camorim, Parque Carioca/Jambalaya, Merck, Boiúna, Pau da Fome, Santa Maria, Lote 1000, Jordão, Tancredo e Teixeiras, todos na Zona Oeste. Eles também são acusados de homicídios.

A Divisão de Homicídios da Capital (DH/Capital) e o Ministério Público Estadual ? MPE - realizam na manhã da última sexta-feira (31) uma operação denominada Entourage, para desarticular e prender milicianos da Zona Oeste do Rio. A ação se apoia em dois inquéritos que tiveram início com as investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Na época, Orlando Curicica foi apontado como responsável por vários crimes praticados por milicianos na Zona Oeste. A denúncia foi recebida e as prisões decretadas pelo II Tribunal do Júri.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), e as Corregedorias da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros e do setor de inteligência da Seap também participam da ação.

Os inquéritos policiais revelaram que o grupo opera na exploração ilegal de serviços de transporte, lazer, alimentação e segurança, cobrando taxas de proteção aos comerciantes da localidade, pedágios aos trabalhadores de transporte alternativos (vans e mototáxis), além de dominar associações de moradores das regiões.

A organização é caracterizada por forte estruturação e divisão de tarefas. Há responsáveis pela gestão do esquema criminoso; seguranças dos chefes do bando; responsáveis pelas áreas dominadas; soldados; cobradores; vendedores de armas e cigarros; olheiros; e os incumbidos da clonagem e receptação dos veículos usados pelos integrantes da quadrilha.

Em desfavor dos acusados foi expedido um mandado de prisão, pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, 3ª Vara Criminal, mandado nº Processo No 0514732-96.2015.8.19.0001, pelo crime de Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), incisos I e IV; Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - Cp), incisos I a IV C/C Crime Tentado N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp).

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do acusados favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo do DD/Rio. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.

Todas as informações serão encaminhadas para a DH/Capital ? que está encarregada do inquérito criminal e das investigações.