Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

PORTAL DOS PROCURADOS PEDE INFORMAÇÕES SOBRE OS ENVOLVIDOS NA MORTE DO 6º AGENTE DE SEGURANÇA NO RIO EM 2019.

O Portal dos Procurados divulga neste sábado, dia 02/02, cartaz com o título de ? Quem Matou? ? para obter informações que levem a identificação e prisão dos envolvidos na morte do Cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro Carlos Alberto Sá Freire Almado, de 39 anos.

Uma recompensa de R$ 5 Mil é oferecida por informações exatas sobre os assassinos do policial militar.

O agente de segurança morreu após ser baleado na cabeça, na noite desta sexta-feira (1), na Avenida Maria Cecília, no bairro Retiro, em Volta Redonda, município da Região Sul do Estado do Rio.

Militares foram acionado para o bairro Retiro, onde homens estariam armados. Ao chegarem ao local, teriam sido recebidos com tiros e, nesse momento, Carlos Alberto foi baleado.

O PM foi encaminhado para o Hospital São João Batista, também em Volta Redonda, mas não resistiu aos ferimentos e morrer por volta da 1h da madrugada deste sábado.

A partir desta sexta (1), A Polícia Civil do Rio tem uma nova diretriz para investigações sobre mortes de policiais durante operações em favelas. Por determinação do diretor da Divisão Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), Drº Antônio Ricardo, a teoria do domínio final do fato será usada para responsabilizar chefes do tráfico por cada um dos assassinatos de agentes de forças de segurança no estado. A medida já está sendo aplicada em investigações em curso.

? Não é só quem aperta o gatilho que tem que ser responsabilizado pelo assassinato do policial. O traficante só atira com o respaldo do chefe ? afirma o delegado.

A localidade onde ocorrer a morte de um agente de segurança, o chefe do tráfico local também irá responder criminalmente pela morte do agente.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos do agente de segurança, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia ? . O Anonimato é garant