Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

PORTAL DOS PROCURADOS PEDE INFORMAÇÕES SOBRE ENVOLVIDOS NA MORTE DO 5ª AGENTE DE SEGURANÇA EM 2019.

O Portal dos Procurados divulga nesta quarta-feira, dia 30/01, cartaz Quem Matou? ? para ajudar a Delegacia de Homicídios da Baixada ? BHBF ? com informações que possam levar a identificação e prisão dos envolvidos Sargento da Polícia Militar do Rio de Janeiro Cristiano Nunes da Costa, de 44 anos. Ele era lotado no 4º BPM ? São Cristovão ? e estava na corporação havia 21 anos e deixa esposa e filhos.

Uma recompensa de R$ 5 Mil é oferecida para quem fornecer informações exatas sobre a identificação dos criminosos.

Ele foi morto durante uma tentativa de assalto, no fim da madrugada desta quarta-feira, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O agente estava em seu carro, um Nissan Versa, na cor verde, por volta das 5h da manhã, na Estrada Rio/São Paulo (BR-465), na altura do bairro Km 32, quando foi abordado por criminosos.

Segundo informações, ele pode ter sido reconhecido como militar. Os bandidos atiraram no policial e fugiram com seu carro e também teriam levado sua arma.. Ele chegou a ser levado com vida à UPA de Cabuçu, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.
Outra pessoa que estava no veículo do policial, conseguiu fugir e não foi ferida.

Agentes da DHBF estão em diligências, e buscam imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os autores do crime.
Com a morte do SGT Cristiano já são 5 (cinco) os Agentes de Segurança assassinados em 2019.

Ajude a Polícia do Rio. Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização, favor denunciar pelos seguintes canais: pelo Mesa de Atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, ou pelo Aplicativo para celular ? Disque Denúncia ? . O Anonimato é garantido.

Todas as informações recebidas sobre a morte do policial militar estarão sendo encaminhadas para DHBF, que está encarregada do caso e do inquérito criminal.