Disque Denúncia Procurados

Buscar procurado

Mulheres no crime: em 10 anos, cresce número de presas e de foragidas no RJ

Na contramão da violência, em que cresce o número de vítimas entre as mulheres, um outro dado chama a atenção: o da criminalidade envolvendo a participação feminina no Estado do Rio.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap-RJ), em dez anos, o número de mulheres presas no Rio aumentou em 52,16%, totalizando 1.794 detentas em dezembro de 2019, em comparação com as 1.179 no mesmo mês de 2009. Atualmente, a população carcerária masculina é de 50.843 detentos.

Acompanhando o ritmo da estatística da Seap-RJ, outra escalada foi percebida no Portal dos Procurados, plataforma do Disque Denúncia que divulga os principais criminosos foragidos do Estado.

Segundo os dados, em 2009, não constavam mulheres no programa. Dez anos depois, em dezembro de 2019, 40 tinham perfis divulgados na plataforma, todas com recompensas pelas respectivas capturas.

Em janeiro de 2020, duas mulheres tiveram os mandados de prisão descartados, totalizando 38 divulgadas no Portal dos Procurados.

Entre os crimes mais comuns pelos quais são presas, segundo a Seap-RJ, estão tráfico de drogas, roubo e furto qualificados. Em dezembro de 2019, 734 delas eram reincidentes no sistema prisional.

Veja restante da materia - link

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/01/13/mulheres-no-crime-em-10-anos-cresce-numero-de-presas-e-de-foragidas-no-rj.ghtml?fbclid=IwAR2IBBRXPjpHjvET6tfOioxz_4RM2RGZDdWzUasYgeEwJWgcjb4GjS9uiKY