Compartilhe:



 
Compartilhe:
Baby
Willian Thiago Arruda
Recompensa:
R$ 1 Mil
Nascimento:
18/10/1992
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 287.997.910
Natural:
Rio de Janeiro - RJ
Situação:
Procurado
Crimes:
Extorsão

1 - Extorsão (Art. 158 - CP), § 1º E Furto (Art. 155 - CP) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), todos do CP
Facção:
Comando Vermelho - CV
Função:
Integrante do Tráfico de Drogas
Área de Atuação:
Morro da Covanca - Praça Seca/Jacarepaguá - RJ
Histórico:
Willian Thiago Arruda, o Baby é ligado a facção Comando Vermelho – CV – e faz parte do tráfico de drogas que age no Morro da Covanca na Praça Seca, em Jacarepaguá.

Pelo Banco Nacional de Mandados de Prisão – CNJ – consta um mandado de prisão, expedido pela 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, mandado nº: 31656-89.2013.8.19.0203.0005, datado em: 27/06/2013, válido até: 20/06/2033, Assunto: Extorsão (Art. 158 - CP), § 1º E Furto (Art. 155 - CP) N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), todos do CP – Inquérito Policial nº: 04102111/2013.

Pelo Sistema de Identificação Criminal, constam 4 (quatro) anotações: 41ª DP – 17/06/2013 – Artigo 157 § 2º I e II do CP; 41ª DP – 29/05/2013 - Artigo 157 § 2º I e II do CP; 41ª DP – 25/05/2013 – Extorsão artigo 158, § m1º Furto artigo 155 N/F Concurso Material artigo 69 do CP – 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá e 41ª DP – 22/05/2013 - Artigo 157 § 2º I e II do CP.

Pelo Sistema de Cadastramento de Ocorrências Policiais: DH – 2013 – Homicídio (Outros) e 41ª DP – 2013 – Roubo de Veículos.

MANDADO DE PRISÃO:

Processo nº: 0031656-89.2013.8.19.0203
Tipo do Movimento: Decisão
Descrição: Regularize-se a autuação. Considerando que estão presentes os requisitos do art. 41 do CPP e considerando que estão ausentes as hipóteses do art. 395 do CPP, RECEBO A DENÚNCIA oferecida em face de William Thiago Arruda pela prática dos crimes previstos no art. 158, § 1º, do CP, e no art. 155, caput, do CP, na forma do art. 69, caput, do CP. Citem-se. Providenciem-se as FACs. Passo a enfrentar o pleito prisional, o qual há de ser acolhido pelos seguintes fundamentos. GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA: É que as circunstâncias narradas na denúncia revelam que as pessoas de bem de nossa sociedade devem ser preservadas do contato com os réus, os quais, ao que parece, escolheram o caminho do crime para trilhar. CONVENIÊNCIA DA INSTRUÇÃO CRIMINAL: Ademais, também considerando as circunstâncias expostas na prefacial, é razoável crer que a vítima ficará atemorizada para depor em juízo, caso os réus estejam em liberdade. APLICAÇÃO DA LEI PENAL: Por último, a prisão também é necessária porque inexiste prova de vínculo sério dos réus com o distrito da culpa. Dessa forma, DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA dos réus, pelos fundamentos destacados, a teor do art. 312 do CPP. Expeçam-se mandados de prisão.
________________________________________


(Atualizado em 01/08/2013)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Regional de Jacarepaguá/1ª Vara Criminal (Jac)
0031656-89.2013.8.19.0203
27/06/2013 - CPB 158
1