Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Suspeito de Agressão
Retrato Falado
Situação:
Procurado
Crimes:
Lesão Corporal
Área de Atuação:
São Gonçalo
Histórico:
Prisão realizada por 72ª DP - 14/02/2012


Suspeito de ser o agressor da idosa Lyriasiria dos Santos, 79, que perdeu a visão do olho esquerdo após ser brutalmente atacada dentro de casa, em São Gonçalo, Deivison Rodrigues Cardoso, 20 anos, foi preso dia 14/02 por policiais da 72ª DP (São Gonçalo). Ele foi preso nesta segunda, em casa, a menos de 500 metros da residência da idosa.

De acordo com o inspetor Carlos Selem, chefe da investigação, uma dívida de R$ 100 do Riocard do neto da aposentada, identificado como Flávio dos Santos, motivou o crime. O rapaz utilizou o RioCard de Davison e não pagou. De acordo com o depoimento do acusado, dois dias antes do crime ele foi até a casa de Lyriasiria cobrar a dívida. A senhora então informou que o caso devia ser tratado com o neto.

No dia 28 de dezembro, quando soube que Flávio estava preso, Deivison invadiu a residêndia da idosa, viu que alguém dormia e começou o espacamento. De acordo com ele, ao notar que se tratava da avó de Flávio, ele fugiu.



Histórico:

Suspeito teria invadido residência e agredido a avó de um detento para cobrar dívida que o neto dela contraiu com agiotas. Disque denúncia recebe informações pelo 2253-1177

A idosa de 79 anos, espancada no dia 28 de dezembro em São Gonçalo, fez exames na manhã de ontem no Instituto Médico Legal (IML), acompanhada por uma filha. Ela está sem a visão do olho esquerdo desde que foi violentamente agredida por um homem, dentro de sua casa no Galo Branco. A idosa deve passar por uma cirurgia para tentar corrigir o problema.

Em conversa com jornalistas na saída do IML, ela afirmou que estava deitada em sua cama, à noite, quando um homem invadiu sua casa. No momento em que foi abordada, a idosa estava sozinha, pois sua a filha tinha saído para comprar pão.

Segundo o delegado Oscar de Sá Alves, responsável pelas investigações, a aposentada afirmou que, dois dias antes, o mesmo homem que a espancou tentou invadir a casa dela, mas não conseguiu devido à grande movimentação na rua naquele horário.

De acordo com investigações da polícia, o agressor seria traficante ou agiota, a quem o neto dela estaria devendo dinheiro. Atualmente o jovem se encontra preso, acusado de roubar um celular.
Ainda na manhã de ontem, a idosa compareceu à 72ª DP (Mutuá), onde o caso foi registrado, para prestar depoimento e fazer o retrato falado do agressor, que foi divulgado posteriormente. O retrato será levado pela polícia ao presídio de Água Santa, onde se encontra o neto da idosa, para que ele faça a identificação do suspeito.

1