Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Paulo Ricardo
Paulo Ricardo Pereira da Silva
Recompensa:
R$ 1 mil
Nascimento:
27/12/1987
RG:
Não Informado
Natural:
Rio de Janeiro - RJ
Situação:
Procurado
Crimes:
Roubo - Assalto a Mão Armada -

Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISOS I e II ; Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - Cp), INCISOS I e II N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp)
Facção:
Comando Vermelho
Função:
Assaltante de Veículos e participante de
Área de Atuação:
Complexo do Alemão
Histórico:
Paulo Ricardo Pereira da Silva, traficante ligado a facção Comando Vermelho. Costuma praticar roubo de veículos e participa de “bondes de traficantes”, que costuamam agir naquela área e adjacências.

0203510-83.2010.8.19.0001

Tipo do Movimento:
Publicação de Edital
Descrição:
EDITAL DE CITAÇÃO E NOTIFICAÇÃO (Com o prazo de 15 dias) O MM. Juiz de Direito, Dr.(a) Cristina de Araujo Goes Lajchter - Juiz em Exercício do Cartório da 26ª Vara Criminal da Comarca da Capital, Estado do Rio de Janeiro, FAZ SABER que o Promotor de Justiça Titular deste juízo, denunciou o nacional Paulo Ricardo Pereira da Silva - Nacionalidade Brasileira - Naturalidade: Rio de Janeiro - RJ - Profissão: Desempregado - Estado Civil: Solteiro - Data de Nascimento: 27/12/1987 Idade: 23 - Filiação: acusado nos autos de nº 0203510-83.2010.8.19.0001, oriundo do Registro de Ocorrência, nº 4871/08 de 26/11/2008, da 44ª Delegacia Policial, como incurso no(a) Ação Penal - Procedimento Ordinário - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), INCISOS I e II ; Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - Cp), INCISOS I e II N/F Concurso Material (Art. 69 - Cp), . Como não tenha sido possível citá-lo(a) e nem notificá-lo(a) pessoalmente, por se encontrar em local incerto e não sabido, pelo presente edital, cita e notifica o(a) referido(a) acusado(a) para responder aos termos da ação penal, por escrito, no prazo de dez (10) dias onde poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interessa à sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas. Não apresentada a resposta no prazo legal, ou se o(a) acusado(a) citado(a), não constituir defensor, o juiz nomeará defensor público para oferecê-la. O prazo começará a fluir a partir do comparecimento pessoal do acusado(a) ou do defensor constituído (art. 396, CPP). O processo seguirá sem a presença do(a) acusado(a) que citado(a), deixar de comparecer sem motivos justificados (art. 367 do CPP). E para que chegue ao conhecimento de todos e do referido acusado(a), foi expedido o presente edital. Rio de Janeiro, 05 de setembro de 2011. Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

0203510-83.2010.8.19.0001

Tipo do Movimento:
Decisão: Mandado de Prisão/Parte do processo
Descrição:
Trata-se de ação penal pública incondicionada movida contra PAULO RICARDO PEREIRA DA SILVA, por infração ao artigo 157, § 2º, I e II (x2) do Código Penal, oferecendo o ilustre representante do Ministério Público Estadual a denúncia de fls. 02. O processo está regular e válido, inexistindo vício a ensejar o reconhecimento de nulidade. Estão presentes as condições da ação e os pressupostos processuais, inclusive a indispensável justa causa. Assim, com fulcro em interpretação a contrário sensu do que dispõe o art. 395, CPP, RECEBO A DENÚNCIA. Citem-se o acusado para, em 10 (dez) dias, oferecerem defesa escrita (art. 396, CPP), por advogado que venham a constituir, ficando cientes que o não-oferecimento da defesa no prazo, implicará na nomeação da Defensoria Pública para o patrocínio de seus interesses processuais. Em caso de nomeação do Defensor Público, requisitem-se/intimem-se os denunciados para comparecimento a Juízo, a fim de entrevistarem-se previamente ao oferecimento da defesa preliminar. Atenda-se à promoção do M.P. Expeça-se MBA dos laudos, se for o caso. Venha a FAC - on-line e, não sendo possível sua extração, expeça-se mandado de busca e apreensão da FAC. Passo a analisar o pedido de prisão preventiva em desfavor dos acusados. Trata-se de Ação Penal Pública, na qual se imputa ao acusado a prática do injusto do artigo 157, § 2º, I e II (x2), do Código Penal, em razão do fato narrado na denúncia de fls. 02. O Ministério Público pugna pela prisão preventiva dos denunciados. Assim, reputo que a permanência dos Réus em liberdade causa repercussão danosa e prejudicial ao meio social. Por fim, considerando-se que delitos como este dos autos estão assustando a sociedade, encontrando-se todos a espera de uma pronta intervenção do Poder Judiciário, mesmo que de natureza ainda provisória, deve ser decretada a prisão dos acusados para garantia da ordem pública, garantia da aplicação da lei penal e elucidação dos fatos em busca da verdade real, quando da instrução processual. ANTE O EXPOSTO, DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA DO DENUNCIADO PAULO RICARDO PEREIRA DA SILVA, COM FULCRO NO ART. 312 E SEGS, DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL. Expeçam-se mandados de prisão em desfavor dos acusados, comunicando-se, imediatamente, à Polinter e ao Delegado de Polícia da 44ª DP, bem como aos demais órgãos de praxe. Intimem-se e dê-se ciência ao MP.

(Atualizado em 14/10/2011)


Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
26ª Vara Criminal/Capital
0203510-83.2010.8.19.0001
21/06/2010
1