Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Guel
Willian Jefferson Lima
Nascimento:
11/09/1976
RG:
RG N. (I.F.P.) 105.278.851 - 9
Natural:
So Gonalo - RJ
Situao:
Capturado
Crimes:
Capturado

Homicdio

1 - Ao: Art. 121, 2, Incisos I e IV do Cp - Homicdio Qualificado - Mediante Paga e Traio C/C Art. 29 do Cp - Concurso de Pessoas/Assunto: Homicdio Qualificado (Art. 121, 2 - CP) C/C DIREITO PENAL
Funo:
Homicida
rea de Atuao:
So Gonalo e Friburgo - RJ
Histrico:
Priso realizada por 115 DP - 13/07/2013

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento Mulher (DEAM) de Nova Friburgo, em conjunto com policiais da 115 DP (Friburgo), prenderam, neste sbado (13/07), Willian Jefferson Lima, o Guel, de 37 anos. A priso aconteceu na localidade de Jardim Ouro Preto, naquele municpio.

De acordo com a polcia, o criminoso era investigado por ameaar a companheira. Willian est condenado a 19 anos de priso, pela 4 Vara Criminal de So Gonalo, pelo assassinato da ex-namorada Joseane Monteiro dos Santos, em 2007. Ele figurava entre os mais procurados do Estado, com recompensa de R$ 2 mil por informaes sobre paradeiro, passadas ao Disque-Denncia.

A atual companheira de Willian no sabia o nome verdadeiro do criminoso, acreditando ser Jean.

A vtima descobriu o nome verdadeiro do companheiro aps ir delegacia registrar as ameaas, quando possvel chegar a sua qualificao verdadeira, ocasio em que constataram um mandado de priso pendente.

Histrico:

William Jefferson Lima, o Guel, procurado por ter assassinado, Joseane Monteiro dos Santos, de 18 anos. Ela foi morta com dois tiros queima roupa no dia 7 de maio de 2007, por volta das 6h30min, quando estava a caminho da faculdade, onde cursava o 1 perodo do curso de Nutrio.

Durante dois anos e meio, Joseane namorou o motoboy Willian Jefferson Lima, tendo sofrido inmeras violncias psicolgicas e agresses fsicas. A estudante desejou romper este ciclo da violncia e, tomou a deciso de terminar o noivado, dois meses antes de seu assassinato. A partir dessa deciso, Guel passou a amea-la de morte, e acabou cumprindo a promessa.

O crime ocorreu em uma via pblica, em Porto Novo, no municpio de So Gonalo, prximo residncia de Joseane. Ela teria sido alvejada por dois disparos de arma de fogo, queima roupa, ambos na cabea, pelo ex-noivo.

De acordo com testemunhas, a ltima ameaa teria sido por telefone, s vsperas do crime. Inicialmente, o crime tomou contorno de latrocnio, uma vez que o assassino levou consigo os pertences de Joseane, tais como bolsa com carteira de dinheiro, jaleco e caderno, no entanto, os indcios demonstram a toda prova tratar-se de uma execuo fria e premeditada por seu antigo namorado. Willian foi denunciado por homicdio duplamente qualificado, estando foragido desde o dia 6 de agosto de 2007. Referente ao processo n 2007.004.083531-8, Willian Jefferson Lima foi condenando a pena de 19 anos de recluso. O regime inicial para o cumprimento da pena o fechado face o que consta das circunstncias judiciais e do pargrafo 2 do artigo 33 do Cdigo Penal.

Contra Willian Jefferson Lima, consta pelo Sistema de Cadastramento de Mandados de Priso Polinter um mandado de priso, expedido pela 4 Vara Criminal de So Gonalo expedido em 06/08/2007 CPB 121 processo n 2007.004.083531-8.

Pelo Sistema de Identificao Criminal, consta uma anotao na 73 DP 08/05/2007 artigo 121, 2 I e IV do CP, C/C artigo 29 do CP - Art 121. Matar alguem:
1 Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domnio de violenta emoo, logo em seguida a injusta provocao da vtima, ou juiz pode reduzir a pena de um sexto a um tero.
2 Se o homicdio cometido:
I - mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe;
II - por motivo futil;
III - com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo comum;
IV - traio, de emboscada, ou mediante dissimulao ou outro recurso que dificulte ou torne impossvel a defesa do ofendido;
V - para assegurar a execuo, a ocultao, a impunidade ou vantagem de outro crime:

MANDADO DE PRISO:

Processo n: 0083651-69.2007.8.19.0004 (2007.004.083531-8)
Tipo do Movimento: Sentena
Descrio: ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIRIO TRIBUNAL DE JUSTIA COMARCA DE SO GONALO 4 VARA CRIMINAL - TRIBUNAL DO JRI PROCESSO: 0083651-69.2007.8.19.0004 (2007.004.083531-8) ACUSADO: WILLIAN JEFFERSON LIMA Sentena, vistos etc. WILLIAN JEFFERSON LIMA foi pronunciado como incurso no artigo 121, pargrafo 2, incisos I e IV n/f artigo 29, ambos do Cdigo Penal. Submetido a julgamento pelo Egrgio Conselho de Sentena desta Comarca o mesmo CONDENOU o acusado pela prtica dos fatos supracitados. Isto posto, atendendo a vontade soberana do Egrgio Conselho de Sentena desta comarca, JULGO PROCEDENTE A PRETENSO PUNITIVA do Estado-Administrao e CONDENO WILLIAN JEFFERSON LIMA nas penas do artigo 121, pargrafo 2, incisos I e IV n/f artigo 29, ambos do Cdigo Penal. Passo a dosar-lhe a pena. Observando as circunstncias do artigo 59 do Cdigo Penal, verifico que o acusado primrio e de bons antecedentes. Contudo, analisando o que consta dos autos, principalmente no que se refere s escutas telefnicas onde o acusado, friamente afirma estar construindo libis para eximir-se da responsabilidade do que praticou, levando ainda em conta que o acusado namorou a vtima e, desta forma, teve com a mesma um relacionamento mais ntimo, o que demonstra maior frieza no seu agir, observa-se que o mesmo apresenta uma personalidade distorcida, fria e cruel. Observando-se as circunstncias e conseqncias do delito, uma menina de dezenove anos de idade teve os seus sonhos e projetos totalmente ceifados pela ao covarde e sem sentido do acusado que, friamente, conforme reconhecido pelo Egrgio Conselho de Sentena, surpreendendo-a e dificultando a sua defesa, age como carrasco e aplica-lhe a pena de morte pelo simples fato da vtima no mais querer estar em sua companhia, remontando aos tempos brbaros onde os homens escolhiam suas mulheres atacando-as com uma pea de madeira e golpeando-as para obter seus intentos. A resposta penal a este tipo de conduta deve ser exemplar para atender aos dois requisitos da aplicao da pena: a preveno geral, ou seja, atravs deste resultado se inibe que outras pessoas sigam pela mesma linha de conduta escolhida pelo acusado e a preveno especial, ou seja, que o ru, foragido, que no compareceu para se ver processar, efetivamente compreenda que no est acima da lei e no tem o condo de decidir quem deve viver e quem deve morrer, puramente atendendo a seus caprichos pessoais. Por todo o exposto, aplico-lhe a pena base em 19 (dezenove) anos de recluso. No h circunstncias atenuantes ou agravantes sustentadas em plenrio ou a serem reconhecidas pelo Juzo nos autos. No h causas especiais ou gerais de aumento ou diminuio de pena reconhecidas pelo Egrgio Conselho. Assim, totalizo a pena do acusado em 19 (dezenove) anos de recluso, pena esta que torno definitiva. O regime inicial para o cumprimento da pena o fechado face o que consta das circunstncias judiciais e do pargrafo 2 do artigo 33 do Cdigo Penal. Deixo de reconhecer ao acusado o direito de aguardar eventual recurso em liberdade em razo do acusado ter permanecido foragido durante todo o processo, apesar de ter constitudo advogado, o que demonstra que o mesmo tem conhecimento da ao penal proposta em seu desfavor. Alm do mais, as escutas telefnicas constantes dos autos e o depoimento de uma testemunha, TAIANE, o acusado tentou forjar situaes probatrias demonstrando sua clara inteno de influenciar a instruo criminal. Assim, presentes os requisitos que autorizaram a sua custdia cautelar, sendo que, ainda que aps a prolao de sentena, sendo esta recorrvel, o ttulo da priso ainda cautelar, mantendo, pois, sua priso preventiva. Oficiem-se aos rgos de praxe para cobrar a priso do acusado, oficiando-se tambm para buscar o paradeiro do mesmo. Transitada em julgado a presente, lance-se o nome do ru no rol dos culpados, expea-se carta de sentena, comunique-se e arquive-se. Publicada nesta Sesso Plenria do Jri. Intimadas as partes. Registre-se. So Gonalo, 05 de julho de 2.011 PATRICIA LOURIVAL ACIOLI JUIZ DE DIREITO

(Atualizado em 30/11/2012)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIO
Comarca de So Gonalo/4 Vara Criminal
0083651-69.2007.8.19.0004
06/08/2007 - CPB 121
1