Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Delegado
Ademir Marques Moreira
Nascimento:
16/03/1978
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 106.309.80 - 0
Natural:
Rio de Janeiro - RJ
Situação:
Capturado
Crimes:
Capturado

Tráfico de Drogas Homicídios Roubo - Assalto a Mão Armada -

1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), I e IV DO CÓDIGO PENAL.

2 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 - Lei 11.343/06) E Tráfico de Drogas e Condutas Afins (Art. 33 - Lei 11.343/06)

3 - Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), inciso I

4 - Art.121, § 2º do Cp - Homicídio Qualificado



Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), inciso I
Facção:
A.D.A - Amigos dos Amigos
Função:
Segurança do traficante Coelho e soldado do tráfico de drogas
Área de Atuação:
Catumbi e Estácio
Histórico:
Prisão realizada por 18ª BPM - 20/09/2012

Prisão com informações passadas ao Disque-Denúncia

Disque-Denúncia ajuda a Polícia a prender segurança de traficante



Policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) prenderam hoje, na comunidade Caminho do Céu, em Curicica, Ademir Marques Moreira, o Delegado, acusado de ser o principal segurança do traficante Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, preso em 2011 na Favela da Rocinha.



Através do site www.procurados.org.br o Disque-Denúncia oferecia recompensa de R$ 1 mil pela prisão do criminoso. Delegado foi preso na casa de sua mãe. Constavam contra ele sete mandados de prisão referentes à tráfico de drogas e homicídios qualificados.

Ajude a polícia a combater este tipo de crime. Ligue e denuncie, o anonimato é garantido.

Histórico:


Ademir Marques Moreira, o Delegado, é ligado a facção Amigos dos Amigos – A.D.A e faz parte do tráfico de drogas que agia no Complexo do São Carlos. Ele seria o principal segurança do traficante Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, preso em dezembro de 2011, em uma das saídas da Favela da Rocinha.

Em junho de 2008, o promotor Márcio José Nobre de Almeida, da 1ª Central de Inquérito da Capital, ofereceu hoje denúncia e pedido de prisão preventiva contra quatro supostos traficantes do morro da Mineira, centro do Rio de Janeiro, pelo assassinato de Maurício de Oliveira Azevedo, de 17 anos. O promotor denunciou ainda Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, (preso) Ademir Marques Moreira, o Delegado, Romildo Miranda Junior, o Canela, pela morte do adolescente, que teria sido morto por vingança, já que morava na favela Vila Pinheiros (Complexo da Maré, zona norte) que é dominada por uma quadrilha de traficantes rivais. Ele esteve no morro da Mineira para visitar a mãe.

Em dos processos o qual Ademir Marques Moreira, responde, consta que ele trabalhou em posto de gasolina onde exercia a função de ducheiro e, posteriormente, ali voltou subtraindo dinheiro, cheques, cartões telefônicos, vale transporte e outras notas, mediante grave ameaça exercida com o emprego de arma de fogo, sendo o réu reconhecido, por fotografia, Contra ele já haviam cinco anotações em sua FAC, havendo uma condenação por tráfico de 2005.

Contra Ademir Marques Moreira, consta pelo Sistema de Cadastramento de Mandados de Prisão – Polinter – 7(sete) mandados de prisão, expedidos pelas seguintes Varas Criminais: Outros – expedido em 19/01/2012 – Lei 11343/06; 17ª Vara Criminal da Capital – expedido em 19/012/2012 – Lei 11343/06; 38ª Vara Criminal da Capital – expedido em 20/12/2011 – Lei 11343/06; 1ª Vara Criminal da Capital – expedido em 10/08/2009 – CPB 121; 1ª Vara Criminal da Capital – expedido em 11/11/2008 – CPB 157; 3ª Vara Criminal da Capital – expedido em 22/08/2008 – CPB 121; 40ª Vara Criminal da Capital – expedido em 10/078/2008 – Lei 11343/06.

Pelo Sistema de Identificação Criminal, constam 8 (oito) anotações criminais: 32ª DP – 04/10/2001 – artigo 157 P2º , I do CP – Suspenso na forma do artigo 366 do CP – 2ª Vara Criminal da Capital; 6ª DP – 11/10/2001 – artigo 12 da Lei 6368/76 C/C 10 da Lei 9437]97 N/F do artigo 69 do CP – Referente ao artigo 12 condenando a 3 anos de reclusão em regime aberto – 9ª Vara Criminal da Capital; 6ª DP – 2001 – artigo 157 do CP ; 6ª DP – 26/12/2007 – artigo 121 § 2º INC I e IV do CFP – aguardando – 1ª Vara Criminal da Capital; 6ª DP – 02/01/2008 – artigo 121; 6ª DP – 18/06/2008 – artigos 33 e 35 da Lei 11343/06 – aguardando – 40ª Vara Criminal da Capital; DECOD – artigo 33 da Lei 11343/06; DECOD – 17/01/2011 – artigo 33 e 35 da Lei 11343/06 – aguardando – 17ª Vara Criminal da Capital.

Pelo Sistema de Identificação Penitenciária, consta que Ademir Marques Moreira, já teve passagem pelo sistema carcerário. Ele ingressou no sistema prisional em 28/12/2001 , indo cumprir pena na Cadeia Pública Pedro Mello da Silva, saindo em liberdade em 28/06/2005 da Penitenciária Jonas Lopes de Carvalho – SEAPJL -.

MANDADO DE PRISÃO:


Processo nº:
0016372-85.2006.8.19.0203 (2006.203.016070-3)
Tipo do Movimento:
Decisão
Descrição:
1)Trata-se de Requerimento de Prisão Preventiva formulado pelo MP, às fls. 89 e verso, contra ADEMIR MARQUES MOREIRA, qualificado nos autos, para garantia da aplicação da lei penal e ordem pública. 2)Segundo o ´Parquet´, o Requerido assaltou um posto de gasolina onde trabalhara e por isso se chegou a identificação do acusado, ressaltando que o mesmo não foi encontrado nos endereços fornecidos e conhecidos, sendo óbvio que se evadiu do distrito da culpa com o fito de esquivar-se da aplicação da lei penal. 3)Prossegue a i. promotora aduzindo que o Réu ostenta cinco anotações em sua FAC, havendo uma condenação por tráfico de 2005 e uma anotação - já ação penal - por homicídio qualificado, salientando, por último, que além do evidente periculum in mora, o fumus bonis iuris, no caso em tela, se traduz nos indícios de autoria e materialidade do delito descrito na inicial. 4)Consta dos autos, em síntese, que o Requerido trabalhou no Posto de Gasolina onde exercia a função de ducheiro e, posteriormente, ali voltou subtraindo dinheiro, cheques, cartões telefônicos, vale transporte e outras notas, mediante grave ameaça exercida com o emprego de arma de fogo (fls.06, 13), sendo o Réu reconhecido, por fotografia, conforme se vê de fls. 7/9, 14/15. DECIDO: 5)Apesar do tempo decorrido desde a infração, as anotações relativas a fatos posteriores àquele objeto da presente ação penal (fls.81/87 e consultas impressas em anexo), indiciam que o Réu se dedica a crimes graves. Por outro lado, é foragido, de modo que indícios há, também, de que pretende se furtar à aplicação da Lei Penal. 6)Diante de todo o exposto, acolho os argumentos ministeriais, adotando-os, também, como razões de decidir e DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA de ADEMIR MARQUE MOREIRA para garantia da ordem pública e aplicação da Lei Penal com espeque no artigo 312 do CPP. Expeça-se mandado de prisão, encaminhando vias do mesmo aos órgãos de praxe, devendo o relativo à Polinter seguir por fax, sem prejuízo do ulterior envio do original.Ciência ao MP. 7)Dê-se ciência ao i. Defensor para, querendo, apresentar Defesa Escrita, sendo certo que em sua Defesa Prévia, apresentada às fls. 77, já se pronunciou por não produzir prova antecida. 8)Após, conclusos.


Processo nº:
0114252-33.2008.8.19.0001 (2008.001.112336-3)
Tipo do Movimento:
Publicação de Edital
Descrição:
EDITAL DE CITAÇÃO (Com o prazo de15 dias) O MM. Juiz de Direito, Dr.(a) Fabio Uchoa Pinto de Miranda Montenegro - Juiz Titular do Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca da Capital, Estado do Rio de Janeiro, FAZ SABER que o Promotor de Justiça Titular deste juízo, denunciou o nacional Ademir Marques Moreira - Nacionalidade Brasileira - RJ - Estado Civil: Solteiro - Data de Nascimento: 15/03/1978 Idade: 31 - Filiação: - IFP/DETRAN: 10.630.980-0 Emissor: IFP/DETRAN - Endereço: Rua Major Freitas, nº 122 Frente - Estácio - Rio de Janeiro - RJ, acusado nos autos de nº 2008.001.112336-3, oriundo do Registro de Ocorrência, nº 4525/07 de 26/12/2007, da 6ª Delegacia Policial, como incurso no Ação Penal de Competência do Júri - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP), I e IV DO CÓDIGO PENAL., . Como não tenha sido possível citá-lo(a) e nem notificá-lo(a) pessoalmente, por se encontrar em local incerto e não sabido, pelo presente edital, cita e notifica o(a) referido(a) denunciado(a) para responder aos termos da ação penal, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias onde poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interessa à sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas. Não apresentada a resposta no prazo legal, ou se o(a) acusado(a) citado(a), não constituir defensor, o juiz nomeará defensor para oferecê-la. O processo seguirá sem a presença do(a) acusado(a) que citado(a), deixar de comparecer sem motivos justificados, sendo-lhe decretada a revelia, na forma do art. 367 do CPP. E para que chegue ao conhecimento de todos e do referido acusado, foi expedido o presente edital. Rio de Janeiro, 04 de junho de 2009. Eu, ______________ Sonia Gomes da Rocha - Responsável pelo Expediente - Matr. 01/6260, o subscrevo. Fabio Uchoa Pinto de Miranda Montenegro - Juiz Titular

(Atualizado em 29/08/2012)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Comarca da Capital /40ª Vara Criminal
0178800-67.2008.8.19.0001
10/07/2008
Comarca da Capital/1ª Vara Criminal
0114252-33.2008.8.19.0001
10/08/2009 - CPB 121
Regional de Jacarepaguá/2ª Vara Criminal (Jac)
0016372-85.2006.8.19.0203
11/11/2008 - CPB 157
Comarca da Capital/38ª Vara Criminal
Lei 11343/06
20/12/2011
Comarca da Capital/3ª Vara Criminal
0147130-11.2008.8.19.0001
22/08/2008 - CPB 121
Outros
Lei 11343/06
19/01/2012
Comarca da Capital/17ª Vara Criminal
Lei 11343/06
19/01/2012
1