Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Mirringa
Arthur Marques Quintanilha
Recompensa:
R$ 2 Mil
Nascimento:
02/01/1968
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 083.464.818
Natural:
são Gonçalo - RJ
Situação:
Foragido do Sistema Penitenciário
Crimes:
Evadido do Sistema Penitenciário

1 - Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins Tráfico de Drogas e Condutas Afins

2 - Quadrilha ou Bando Homicídio Qualificado
Facção:
Comando Vermelho - CV
Função:
Chefe do Tráfico de Drogas
Área de Atuação:
Complexo do Pira, no Mutuapira - São Gonçalo
Histórico:
Arthur Marques Quintanilha, o Mirringa ou Arthur da Pira, de 48 anos é ligado à facção Comando Vermelho e controla a venda de drogas do Complexo do Pira, no Mutuapira, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Arthur Mirringa é um velho conhecido da polícia, iniciando sua vida criminosa ainda na década de 1990. A primeira vez que seu nome foi parar em inquéritos foi em 1992, quando foi acusado de homicídio. Foi também nos anos 90 que Mirringa ficou conhecido como o líder do tráfico nas comunidades do Mutuapira, como os morros da Doze e das Piranhas. Nessa época, o foragido também agia na Região dos Lagos, tendo sido investigado por roubo e receptação nos municípios de Saquarema e Araruama.

Em 2002, ele foi preso policiais do Serviço de Repressão a Entorpecentes de Niterói prenderam Arthur Marques 34, condenado a 20 anos de prisão por homicídio.Com ele, também foram detidos acusados de incendiar ônibus em São Gonçalo. Ele foi preso na Barreira do Vasco e o restante da quadrilha naquele morro.

Após sua evasão em 2011, voltou a controlar os seus pontos de drogas. Recentemente, a policia descobriu que ele estaria obrando R$ 20 mil e dezenas de cestas básicas por mês para permitir que ônibus que fazem a linha 526 (Antonina x Niterói) parem em seu ponto final, que fica próximo aos seus pontos de drogas.

Ele agora estaria aderindo a outro tipo de atividade criminosa para aumentar seus lucros: os roubos de carga e de veículos. De acordo com as investigações da 72ªDP (Mutuá), além da venda de drogas nos morros da 12, Couro Come, Força, Querosene e Piranha, Arthur estaria ordenando seus subordinados a roubarem cargas e veículos nos bairros no entorno das comunidades. No entanto, ele, que tem buscado esconderijo no Complexo do Salgueiro, não participaria diretamente nos crimes.

Segundo as investigações, para roubar cargas, os soldados do traficante costumam agir em grupos formados por, no máximo, seis homens armados, divididos em um carro e uma moto. Os bandidos escolhem o caminhão, abordam motorista e ajudantes e ordenam que eles o sigam até o interior da favela, onde descarregam os produtos. Em seguida, eles liberam as vítimas.
.
Pelo Sistema de Cadastramento de Mandados de Prisão – Base Polinter – ele possui sete mandados de prisão por diversas Varas Criminais, entre elas a VEP – Vara de Execuções Penais e 2ª, 3ª, 4ª Varas Criminais por diversos crimes de homicídio, tráfico de drogas e evasão do sistema penitenciário.

Pelo Sistema de Identificação Penitenciaria, consta diversas passagens dele sistema prisional. Arthur Mirringa passou três vezes por presídios estaduais, sendo a primeira vez em 1996, ganhando sua liberdade no ano seguinte. Em 2000, ele voltou para cadeia, tendo fugido um ano depois. Sua última passagem foi de 2002 até 2011, no Instituto Penal Edgar Costa, no Centro de Niterói, de onde também escapou, após receber o beneficio do sistema semiaberto. .



(Atualizado em 10/05/2017)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
VEP - Vara de Execuções Penais
MD - 036292/2011 - FUGA
15/04/2011
3ª Vara Criminal de São Gonçalo
MD - 004856/2008
26/01/2008
4ª Vara Criminal de São Gonçalo
MD - 020323/2011
23/03/2001
VEP - Vara de Execuções Penais
376574-13.2005.8.19.0001.0001
10/09/2012
4ª Vara Criminal de São Gonçalo
MD 055114/2002
14/04/2000
Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, 2° Cartório da 2ª Vara Criminal
33869-83.2013.8.19.0004.0001
07/01/2014
VEP - Vara de Execuções Penais
0294351-27.2010.8.19.0001
07/03/2012
1