Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Rafaela
Rafaela Damas Ribeiro dos Santos
Nascimento:
10/01/1987
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 219.040.029
Natural:
Niterói - RJ
Situação:
Capturada
Crimes:
Capturada

Homicídio

1 - Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP)
Função:
Homicida
Área de Atuação:
Niterói - RJ
Histórico:
Prisão realizada por 118º DP - Araruama.

Rafaela Damas Ribeiro Azelman, acusada de ter matado o próprio marido, o oficial da marinha mercante William Azelman, em agosto de 2015, foi presa por Policiais civis da 118ª DP (Araruama), na manhã desta terça-feira, no município da Região dos Lagos. Rafaela teria assassinado William para ficar com o seguro de vida, avaliado em R$ 2,4 milhões. O crime aconteceu em Niterói. A acusada teria contado com a ajuda do amante Victor Tavares Ribeiro, o Victinho Mete Bala, chefe do tráfico de drogas na comunidade Grota do Surucucu, no bairro de São Francisco. Ele já havia sido preso.

Histórico:


Rafaela Damas Ribeiro dos Santos, ela é suspeita de ter mandado matar o marido para ficar com o dinheiro de seu seguro de vida. O prestador de serviços da Marinha Mercante William Azelman Silva das Neves, de 30 anos, foi assassinado em agosto de 2015, com três tiros na nuca, depois de ser vítima de uma suposta tentativa de assalto, na frente de Rafaela, na Estrada do Capim Melado, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

De acordo com a Polícia Civil, várias evidências fizeram com que os investigadores desconfiassem do assalto. Câmeras de segurança registraram imagens do carro usado no crime rondando a residência do casal meia hora antes do assalto.

As investigações, comandadas pelo delegado Fábio Barucke, titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói, concluíram que Rafaela planejou a morte do marido, que foi executada pelo seu amante, o traficante Victor Marins Tavares Ribeiro, conhecido como Mete Bala, de 25 anos. O criminoso é tido como um dos chefes do tráfico na comunidade Grota do Surucucu, em São Francisco. Ribeiro foi preso no mês passado.

Os policiais também verificaram que a vitima mantinha dois seguros de vida em nome de Rafaela no valor de mais de R$ 1 milhão de reais cada. Os valores foram resgatados pela mulher logo após a morte do marido.

Apontado pela polícia como o comparsa de Rafaela Damas Ribeiro Victor Marins Tavares Ribeiro, o Victinho Mete Bala, chefe do tráfico de drogas na Grota do Surucucu, em São Francisco, Zona Sul de Niterói, também é suspeito de executar outros dois rapazes. Policiais da DH apuram a informação de que ele teria matado, em janeiro do ano passado, Luiz Henrique Moreira Desidério, o Polito, de 25 anos, e de um adolescente de 17 anos. Após cometer o crime, o traficante ainda teria esquartejado e queimado os corpos dos jovens, que até hoje não foram encontrados.

Victinho teria usado a morte de Polito e do adolescente como exemplo para amedrontar moradores da comunidade, dizendo que esse era o fim de informantes da polícia, também conhecidos como X-9.

Pelo Banco Nacional de Mandados de Prisão – CNJ – connsta um mandado de prisão pelo crime Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º - CP)
Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Comarca de Niterói/3ª Vara Criminal
0071207-92.2016.8.19.0002
30/11/2016
1