Compartilhe:



FOTOS:
 
Compartilhe:
Jefinho
Jefferson de Menezes Ferreira
Recompensa:
R$ 5 Mil
Nascimento:
14/03/1980
RG:
RG Nº. (I.F.P.) 115.560.419
Natural:
Rio de Janeiro - RJ
Situação:
Procurado
Crimes:
Tráfico de Drogas e Condutas Afins / Crimes de Tráfico Ilícito e

1 - Uso Indevido de Drogas / Crimes Previstos na Legislação Extravagante / DIREITO PENAL
Associação para a Produção e Tráfico e Condutas Afins / Crimes de Tráfico Ilícito e Uso Indevido de Drogas / Crimes Previstos na Legislação Extravagante / DIREITO PENAL

2 - Homicídio Simples - Artigo 121
Facção:
Comando Vermelho - CV
Função:
Integrante do Tráfico de Drogas/Assassino de Policial
Área de Atuação:
favela de Manguinhos - Bonsucesso - RJ
Histórico:
Jefferson de Menezes Ferreira, o Jefinho é ligado à facção Comando Vermelho, e faz parte do tráfico de drogas que na Favela de Manguinhos, Zona Norte do Rio de Janeiro. Ele estaria envolvidos nos ataques que tem ocorrido constantemente, à policiais militares baseados na UPP/Manguinhos

Pelo Sistema de Cadastramento de Mandados de Prisão – Polinter – constam dois mandados de prisão, Comarca da Capital/39ª Vara Criminal, mandado nº: 0359385-36.2016.8.19.0001 e Comarca da Capital/3ª Vara Criminal, mandado nº: 0234607-28.2015.8.19.0001.

Pelo Sistema de Identificação Criminal, constam cinco anotações por: Roubo Majorado (Art. 157, § 2º - CP), inciso II do CP, Homicídio Simples – artigo 121; Tráfico de drogas.

Pelo Sistema de Identificação Penitenciária, já teve passagem pelo Sistema Prisional, em 2010, saindo em liberdade em 08/2010, da Cadeia Pública Cotrim Neto.

Jefinho é um dos acusados de ter participado em Abril de 2015, do assassinato do policial militar, Clayton Fagner Alves Dias, de 30 anos. Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, ele foi atingido por tiros nas costas quando passava de moto pela Estrada do Galeão, na Ilha do Governador, também na Zona Norte. Clayton havia acabado de deixar o trabalho

O ataque contra o PM ocorreu por volta das 21h de terça-feira. Segundo informações do 17º BPM (Ilha), três homens em duas motos renderam Clayton. O soldado reagiu e teria trocado tiros com os bandidos. Segundo testemunhas, pelo menos 20 disparos foram feitos em direção ao policial, que chegou a ser levado para o Hospital da Força Aérea do Galeão.



Processos Judiciais
ORIGEM
PROCESSO
EXPEDIÇÃO
Comarca da Capital/3ª Vara Criminal
0234607-28.2015.8.19.0001
24/08/2015
Comarca da Capital/39ª Vara Criminal
0359385-36.2016.8.19.0001
08/11/2016
1